A EVOLUÇÃO DOS VESTIDOS DE NOIVA

O vestido de noiva, assim como acontece na moda também tem sofrido influências ao longo do tempo.

A seguir, acompanhe a evolução dos vestidos de noiva em algumas épocas que tiveram uma tendência ou algum detalhe como marca registrada.

Os vestidos do início do século 20, sob a influência da Belle Époque francesa tinham modelagem mais solta, véus longos e muitos enfeites de flores, tanto na cabeça quanto no próprio vestido. Tudo bem romântico e delicado.

Na década de 30, um período entre guerras, a preferência era pela simplicidade. Um detalhe nos vestidos de noiva que se tornou comum foram as mangas compridas, que escondiam boa parte do corpo, que era revelado apenas pela modelagem ajustada e discreto decote, quando existia. A seda era muito usada nos vestidos desta época, bem como os véus longos.

A moda da década de 40 foi marcada pelas crises e guerras mundiais que ocorreram naquele tempo. Os cortes das roupas eram mais simples e os modelos também usavam pouco tecido. Houve uma mudança abrupta nos vestidos de noiva por conta das dificuldades financeiras enfrentadas no período e tornou-se comum as noivas se casarem de tailleur.

Os vestidos de noiva dos anos 50 tinham a cintura bem marcada modelando o corpo da mulher e um estilo bem feminino e romântico. A noiva também não expunha muito o colo, por isso usava um bolero ou uma gola de renda fechada por cima do vestido. O vestido com ares angelicais e de realeza que a atriz Grace Kelly usou em seu casamento com Rainier III, Príncipe de Mônaco em 1956 é considerado um ícone de todos os tempos.

A década de 60 veio para quebrar paradigmas e as mulheres começaram a se livrar do tradicional e longo vestido branco. Os modelos ficaram mais curtos e abusavam de formas geométricas, e também as noivas usavam luvas longas.

Anos 70: Liberdade era a palavra que definia a época. Os vestidos de noiva, segundo esse desejo, eram de modelos mais simples, soltos e muitas vezes feitos de algodão. O estilo hippie com suas flores e rendas imperava.

A década de 80 ficou conhecida por seus exageros e pelo reflorescimento da moda festa. A ordem da vez era usar muitas cores, brilhos, volumes e as tão características ombreiras. Um vestido de noiva que marcou a época e entrou para a história foi o da princesa Diana, com suas mangas bufantes, cauda gigante e saia bastante volumosa.

Nos anos 90, a moda passou por um processo de releitura e várias identidades de outras épocas foram revistas. Os vestidos de noiva foram uma mistura de tudo que foi visto até então. A moda era focada ainda no minimalismo, e foi uma época de simplificação, na qual menos era mais.

ANOS 2000: Na passagem do século 20 para 21, as mulheres estão mais à vontade para se vestirem de maneira sexy e as noivas passaram a preferir o decote tomara que caia. Esta época é caracterizada pela diversidade de formas e modelos, em que tudo é possível e imaginável.

Atualmente, não existe uma regra definida para os vestidos de noiva, tudo depende do estilo de cada pessoa. Temos desde releituras dos anos 20 até noivas de vestido colorido. Decote nas costas, tomara que caia, modelagem sereia e transparências criadas pelo tule illusion, são algumas das tendências entre as noivas.

E aí, qual década faz mais o seu estilo?

 Fotos: reprodução

 

Compartilhe este post:
Facebook Twitter Digg Delicious Tumblr Plusone Email
Moda - Tags: , ,